Acidentes de Trabalho


Procedimentos em caso de Sinistro / Acidente

 

  1. Todos os sinistrados em estado grave, em risco de vida ou função (politraumatizados, grandes queimados ou outros), devem ser enviados para o Hospital Distrital mais próximo;
  2. Nas zonas de Lisboa e Porto, os sinistrados de menor gravidade devem ser encaminhados para:
    • Lisboa – Serviços Clínicos de assistência a sinistrados ds Tranquilidade no Hospital da Luz (avª Lusíada, 100), que assegura a assistência entre as 09H00 e as 18H00;
    • Porto – Casa de Saúde da Boavista (Rua Pedro Hispano, 923), que assegura a assistência entre as 09H00 e as 18H00.
  3. Na zona de Lisboa, as situações de urgência, sem risco de vida ou de função, que ocorram fora do horário de funcionamento do Centro Clínico, serão asseguradas através da urgência do Hospital da Luz, a funcionar 24 horas por dia;
  4. Na zona do Porto, as situações de urgência, sem risco de vida ou de função, que ocorram fora do horário de funcionamento do Centro Clínico, serão asseguradas através da urgência da Casa de Saúde da Boavista (Rua Pedro Hispano, 923), a funcionar 24 horas por dia;
  5. Os sinistrados com pequenas incapacidades devem ser observados pelos prestadores convencionados com a Tranquilidade, conforme resultado da pesquisa;
  6. Quando o acidente provocar internamento hospitalar, as entidades patronais devem comunicar de imediato essa ocorrência à Tranquilidade, para o telefone 7072 0707 ou para o endereço cgclinica.lisboa@tranquilidade.pt. Os referidos contactos encontram-se também disponíveis para o esclarecimento de questões relacionadas com a assistência clínica;
  7. Em qualquer das situações acima mencionadas, as Entidades Patronais devem preencher e enviar a participação de sinistro de acidente de trabalho, no prazo de 24 horas, para a Tranquilidade, através do Fax: 213584257 ou do e-mail: sin.bpo.at.fax@tranquilidade.pt, ou entregá-la num dos escritórios da Companhia. Se o sinistrado se dirigir diretamente aos serviços clínicos de assistência a sinistrados da Tranquilidade, no Hospital da Luz em Lisboa, na Casa de Saúde da Boavista no Porto ou a qualquer prestador convencionado, deve, sempre que possível, ser portador da referida participação.