O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

Teleconsultas: 6 vantagens para a sua saúde (e para a sua carteira)

 

A teleconsulta pode ser utilizada como ferramenta clínica em muitas situações, com vários benefícios para os pacientes. Saiba como as consultas à distância podem simplificar a sua vida e a sua saúde.

A telemedicina permite superar barreiras de distância de forma flexível e conveniente para os utentes, com a possibilidade de contribuir para a continuidade dos cuidados de saúde. Particularmente, como no cenário da pandemia da Covid-19, permite também manter utentes de grupos de risco protegidos em casa.

Existem desafios inerentes às consultas à distância: os de comunicação e de acesso à tecnologia por parte dos utentes são os maiores. Os estudos relativos à teleconsulta destacam ainda a importância de existir uma relação prévia de confiança entre médico e utente e assinalam que a teleconsulta ganha uma maior relevância no acompanhamento de utentes já conhecidos.

Ainda assim, há mais vantagens que desvantagens na prática da teleconsulta, uma solução contemplada pela maioria dos seguros de saúde, como é o caso do Seguro AdvanceCare Saúde Individual. Conheça algumas.

 

1. Evita deslocações
A principal vantagem da teleconsulta é o facto de o doente não ter de se deslocar. A consulta virtual pode ser realizada a partir de casa, do local de trabalho ou, por exemplo, em viagem. Só é preciso ter acesso à tecnologia necessária e que doente e médico estejam disponíveis no horário acordado, de forma a poderem interagir.

 

2. É mais barata
Ao marcar uma teleconsulta, também poupa nos gastos inerentes às deslocações, como combustíveis e estacionamento, o que permite que a consulta saia mais barata do que uma consulta tradicional.

De resto, os preços de tabela para estas consultas dependem, tal como numa consulta tradicional, dos valores acordados com cada seguro, pelo que tudo dependerá da sua apólice.

 

3. A marcação é tendencialmente mais célere
A marcação de uma consulta à distância pode ser mais célere do que a marcação de uma consulta presencial, havendo até hospitais que disponibilizam a marcação online (o que dispensa a espera em linha, a aguardar que um operador atenda).

O facto de as pessoas ainda preferirem as consultas tradicionais favorece uma marcação mais rápida das teleconsultas.

 

4. Tempo de espera poderá ser menor
O tempo de espera por uma consulta virtual também tende a ser menor face ao de uma consulta presencial, por ser possível poupar tempo com este tipo de consultas.

Atualmente, ao consultar os horários de consultas dos médicos de alguns hospitais, já é possível ver os intervalos de tempo em que dão teleconsultas, o que facilita o processo.

 

5. Menor risco de contaminação
Para além da poupança e do conforto, ao agendar uma teleconsulta o doente não se expõe aos riscos de contrair uma doença infeciosa nos locais onde inevitavelmente doentes se cruzam todos os dias - como as salas de espera de clínicas ou hospitais. Este é um fator que assume grande importância em tempos de pandemia Covid-19, podendo mesmo salvar vidas.

 

Tem dores de cabeça? Estará constipado? Experimente o novo avaliador de sintomas online da AdvanceCare para perceber o que se passa consigo.

 

6. Acessível em zonas remotas
Ao evitar deslocações, a teleconsulta torna-se uma possibilidade mesmo para quem vive em zonas remotas. A localização física de doente e médico perde importância face ao mais relevante: a existência de uma ligação de internet com qualidade, de um computador ou smartphone funcionais e a disponibilidade para a consulta à hora previamente marcada.

As teleconsultas não são uma novidade em Portugal. Segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, realizaram-se 30.074 teleconsultas em 2019 através do Serviço Nacional de Saúde, mais 3578 do que no ano anterior. A tendência disparou, por exemplo, em situações como a pandemia Covid-19.

O sistema de consultas online disponibilizado pela AdvanceCare registou um aumento da procura de 1200% no primeiro mês do estado de emergência. Também para o setor da saúde, o futuro chegou mais cedo.

 

Posso recorrer a uma teleconsulta?
Sim, se pretende…
> Resultados de exames
> Esclarecer dúvidas
> Renovar uma prescrição médica
> Fazer o controlo da evolução da doença, sem que seja necessário contacto físico com o médico
> Esclarecer uma situação de doença aguda não urgente

A informação desta página foi útil?