PARTILHAR
SAIBA MAIS SOBRE

O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

Guia de gestão financeira e bancária para o início da vida em casal

O começo da vida em conjunto é, não só, um grande passo a nível emocional, como também um salto para o mundo das finanças e responsabilidades partilhadas. Pode parecer assustador, mas não tem de ser. De facto, enfrentar o mundo com um parceiro em quem se confia pode ser fantástico. 

Aqui fica o nosso guia prático de gestão financeira e bancária em casal, para os ajudar a começar a vida a dois:   

  • Começando pelo básico da gestão financeira
  • Preparem-se para eventualidades
  • Previnam futuros encargos médicos
  • Façam investimentos em conjunto
  • Falem da vossa situação financeira
  • Criem um plano de gestão financeira e bancária
  • Poupem em conjunto
  • Como cortar despesas
  • Aprendam a gerir o dinheiro como casal

Começando pelo básico da gestão financeira 

A vida está cheia de altos e baixos e, por muito detalhados que sejam os vossos planos, as coisas podem correr de maneira completamente diferente do que esperam. 

Juntos, formam uma equipa e agora devem enfrentar a vida em conjunto, aprendendo a aceitar e a adaptar-se aos acontecimentos inesperados. Para fazer face a estes acontecimentos inesperados, algumas coisas podem ajudar, como terem uma boa gestão financeira e bancária em casal. 

Por exemplo, ter uma rede de segurança para a família através de um seguro pode proporcionar a confiança necessária para lidar com uma emergência futura sem comprometer a estabilidade financeira. Dito isso, o facto de agora partilharem a vida enquanto casal pode justificar novos seguros ou investimentos. Por isso, conversem sobre o tipo de cobertura de que podem precisar e assegurem-se de que estão preparados e protegidos face a diversas eventualidades. 

Preparem-se para eventualidades 

Ninguém quer pensar na própria morte, numa validez definitiva para a profissão, numa doença grave ou numa situação de desemprego involuntário. 

Mas as responsabilidades enquanto parceiro e pai ou mãe podem exigi-lo. Agora que começam uma vida em conjunto, é importante assegurarem-se de que o parceiro e os filhos estarão protegidos de possíveis dificuldades financeiras, caso uma fatalidade aconteça. Isto é especialmente importante para a parte que mais contribui para o orçamento familiar.  

Ter um bom seguro de Vida pode trazer-vos alguma tranquilidade no que se refere às finanças familiares.   

Previnam futuros encargos médicos 

O seguro de Saúde da Tranquilidade pode garantir que não terão de lidar com faturas hospitalares pesadas, em caso de doença ou acidente, e é uma excelente forma de protegerem o vosso futuro financeiro. 

Existem vários planos que podem ser partilhados, por isso verifiquem todos os vossos seguros para ver quais podem ser combinados. Por exemplo, no caso do seguro de Saúde da Tranquilidade, tem acesso a descontos adicionais e crescentes quanto maior for o número de pessoas incluídas no seu seguro. 

Façam investimentos em conjunto 

Investir pode não parecer muito importante quando vivemos sozinhos, mas começar uma vida em casal pode mudar tudo. Viver com um parceiro é um excelente incentivo de organização da vida financeira em casal. 

Serve para pôr as finanças em ordem, começar a orçamentar e a fazer investimentos para um futuro em conjunto. A Tranquilidade proporciona planos de investimento que podem ajudar-vos a realizar os vossos objetivos.

O produto de vida financeira Tranquilidade Investimento Protegido garante, no mínimo, 90% do capital investido e ainda vos permite potenciar ganhos – no pior cenário possível, podem perder 10% do valor investido. O valor que investirem é dividido em partes iguais pelas duas componentes financeiras: Componente Garantida (50%) e Componente Variável Protegida (50%).  

Falem com familiares e amigos que percebam do mundo das finanças, ou com um consultor de investimentos profissional, para expandir o vosso portefólio enquanto casal e definir melhor os vossos objetivos financeiros.   

Falem da vossa situação financeira  

Além de conversarem sobre os vossos sonhos e planos para o futuro, falem das vossas situações financeiras individuais e de como estas poderão funcionar em conjunto. Se vão viver juntos, é importante conseguirem comunicar de forma aberta e conhecerem os rendimentos, despesas e dívidas de cada um. Se não estão a par da vossa situação financeira, a primeira coisa a fazer é compreenderem-na e controlarem as finanças. 

Criem um plano de gestão financeira e bancária em casal  

A organização começa pelo planeamento do orçamento. Continuarão a ter orçamentos separados além do vosso orçamento conjunto? Vão dividir o dinheiro ou pagar as despesas usando uma conta conjunta? Alguns casais têm preferência por juntar tudo, outros optam por manter contas e orçamentos separados para os respetivos gastos e poupanças.  

Seguro Vida + Cool

A partir de 7,5€/mês tenha um seguro pensado para jovens adultos e garanta apoio financeiro em situações de invalidez ou doença grave, e ainda proteção caso pratique desporto.

banner vida + cool

Apesar de não haver uma única resposta correta, é possível decidir como irão gerir a gestão financeira e bancária em casal e ir fazendo os ajustes necessários com o tempo. Se a gestão financeira for complicada, tentem recorrer à ajuda de apps de gestão financeira, onde podem registar os rendimentos e as despesas conjuntas, como por exemplo: Splitwise, Boonzi, Toshl Finance e Mint.   

Poupem em conjunto   

Os objetivos de um casal em início de vida devem traduzir-se em objetivos de poupança conjuntos. Isto significa comunicar claramente um com o outro sobre o que pretendem do futuro. Por exemplo, podem querer redecorar ou fazer obras em casa, comprar um carro familiar ou simplesmente fazer uma viagem juntos. Seja qual for a despesa, conversem e acordem quanto cada um terá de contribuir, e depois incluam essa contribuição no vosso orçamento conjunto.  

Também é importante serem claros e organizados sobre como e quando gastam o dinheiro da conta conjunta. Por isso, estabeleçam algumas regras básicas para garantir que estão em sintonia e que tudo fica registado. Utilizem apps de gestão financeira pessoal como as referidas no ponto anterior. 

Gestão financeira: como cortar despesas 

O melhor da gestão financeira são as despesas conjuntas, porque isso permite poupar dinheiro. Para as aproveitar ao máximo, terão de questionar tudo de forma proativa. 

Precisam de contas individuais para ver as séries em streaming? Podem ter uma assinatura conjunta no ginásio? Como vão pagar as mercearias?  

Quando se começa a viver em casal, pode haver muitas coisas em duplicado, por exemplo, a mobília. É possível juntar algum dinheiro vendendo o mobiliário duplicado ou de que não precisam. Os artigos ou objetos mais caros merecem especial atenção. 

Vale a pena ter dois carros? Caso decidam vender um dos carros, o dinheiro da venda pode ser uma excelente poupança para mais tarde utilizar na primeira grande compra enquanto casal. 

Aprendam a gerir o dinheiro como casal  

Uma das dicas financeiras mais importantes que podemos dar é: cuidado com a inflação do estilo de vida. Isso acontece quando os luxos se tornam necessidades à medida que o rendimento disponível aumenta. E o pior é que tende a acontecer de repente, quando os casais juntam as suas finanças.  

Ter uma rede de segurança para a família através de um seguro pode proporcionar a confiança necessária para lidar com uma emergência futura sem comprometer a estabilidade financeira. Dito isso, o facto de agora partilharem a vida enquanto casal pode justificar novos seguros ou investimentos.


Apesar de não haver nada de errado em gastar o dinheiro que ganharam com o vosso esforço, satisfazer todo e qualquer impulso pode anular as poupanças conseguidas com o orçamento conjunto e impedir-vos de concretizarem os vossos objetivos de poupança, obrigando a esticar desnecessariamente o orçamento. 

Por isso, cuidado com tudo o que decidem adicionar às vossas vidas – perguntem-se se vai mesmo acrescentar valor e, se acrescentar, se vale realmente o preço que irão pagar.  

Já foi aqui referido, mas nunca é demais relembrar: agora que começaram uma vida a dois e que esse número até pode vir a aumentar, certifiquem-se de que estão protegidos, investindo num seguro de Vida abrangente. O Seguro Vida + Cool da Tranquilidade foi pensado para jovens que começam uma nova fase de vida, garantindo-lhes proteção e apoio desde 7,50€ por mês. 

SAIBA MAIS SOBRE
PARTILHAR
saiba quanto paga o seu carro de iuc

SEGURO AUTO

Segure o seu carro com tranquilidade

Saber mais
vidatranquila horizontal

IUC: SAIBA QUANTO PAGA O SEU CARRO E COMO TRATAR DO PAGAMENTO

Saber mais
saiba quanto paga o seu carro de iuc e como tratar do pagamento