PARTILHAR
SAIBA MAIS SOBRE

O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

FAQ: Tudo o que precisa de saber sobre o seguro de viagem

Pessoas de todas as idades procuram cada vez mais fazer um seguro antes de partir para as suas aventuras no estrangeiro. Se é verdade que as gerações mais jovens (Millennials – nascidos entre 1981 e 1996; e Geração Z – entre 1997 e 2009) costumavam fazer menos seguros de viagem, a pandemia encorajou muitos a repensar a sua abordagem.  

Em 2017, a Associação dos Agentes de Viagem Britânicos (ABTA) revelou que 25% das pessoas que viajaram para o estrangeiro nos 12 meses anteriores não tinham seguro. Entre estes viajantes não segurados, os Millennials e a Geração Z compunham a maior percentagem – 40% das pessoas entre os 18-24 anos e 38% das pessoas entre os 25-34 anos foram de viagem sem seguro. Quanto às razões por detrás da sua decisão, quase metade (46%) acreditava que não necessitava de um seguro, 38% estavam preparados para assumir o risco e 22% simplesmente esqueceram-se. 

Contudo, as estatísticas mais recentes revelam um panorama diferente: 83% dos viajantes da Geração Z e 78% dos viajantes Millennials vão sentir-se mais confiantes em viajar, durante os próximos 12 meses, com a flexibilidade proporcionada por um seguro de viagem – e isto em comparação com 63% dos Baby Boomers (nascidos entre 1946 e 1964). Em Portugal, a tendência é semelhante: os mais novos estão a investir em seguros de viagem e em coberturas que os protejam.

Entre as gerações mais jovens, estas são as principais motivações apontadas para a contratação de um seguro de viagem: minimizar o risco relativo à saúde; proteção contra contratempos financeiros; e flexibilidade em caso de cancelamentos. Com isto em mente, analisamos algumas das questões que poderá ter relativamente a este seguro, enquanto planeia a sua próxima aventura no estrangeiro.

O que cobre um seguro de viagem? 

Um seguro de viagem protege de eventos inesperados – e potencialmente dispendiosos – que podem ocorrer antes da partida ou durante a viagem. Consoante o plano que contratar, o Seguro Viagem da Tranquilidade pode incluir:  

  • Capitais elevados em despesas médicas e responsabilidade civil; 
  • Cobertura de imprevistos em viagem; 
  • Cobertura de bagagem acompanhada (durante o transporte e estadia).

Tenho um Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD). Preciso de seguro de viagem? 

Ter um CESD significa que, em caso de emergência médica, tem acesso a cuidados de saúde públicos durante uma estadia temporária em qualquer país da União Europeia, bem como na Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça. Contudo, o CESD não é uma alternativa ao seguro de viagem, já que não cobre cuidados de saúde privados, voos de regresso a casa, ou a perda ou roubo de bagagem ou pertences pessoais.


Preciso de seguro para viajar dentro do meu país? 
Problemas inesperados (e muitas vezes dispendiosos) não acontecem só numa viagem ao estrangeiro, pelo que é importante ter um seguro de viagem ativo mesmo que vá de férias apenas «cá dentro». Em Portugal, o tratamento de uma doença inesperada ou de um ferimento é assegurado pelo Serviço Nacional de Saúde; no entanto, poderá precisar de proteção relativamente a outros aspetos das suas férias – incluindo perda ou roubo de bagagem, atrasos nas viagens ou cancelamentos.  

Como é pago o seguro de viagem – e quanto é que vai custar? 

O seguro é pago num mediador ou loja da Tranquilidade, no entanto poderá fazer previamente a sua simulação online.


Os preços variam em função da duração e do destino da viagem:  

  • Zona A: Inclui Europa, Marrocos, Tunísia, Israel e Turquia;
  • Zona B: Abrange os restantes países do mundo.

Se a sua viagem incluir dois ou mais países de destino, das Zonas A e B, deve considerar-se que a viagem é para a Zona B. 

Como posso garantir que os meus bens se encontram cobertos?  

O objetivo é garantir que as suas malas e objetos de valor se encontram seguros durante a viagem e é mesmo para isso que serve o seguro de viagem. Ter um seguro de viagem significa que poderá ser reembolsado por bagagem e artigos pessoais que tenham sido perdidos, roubados ou danificados.

Guarde os recibos dos artigos comprados antes de partir, uma vez que artigos sem recibos serão reembolsados com base em 10% do capital seguro. Lembre-se: a sua cobertura poderá não abranger todos os artigos com que viaja, por isso deve confirmar o que está incluído.  

E se eu alugar um carro durante a viagem? 

A garantia de assistência a veículos foi criada a pensar no veículo próprio. Se for utilizar o seu veículo durante a viagem, deve informar a seguradora acerca da sua matrícula, antes da partida para o destino.  

Caso vá alugar um carro, poderá contar com a assistência em viagem proporcionada pelo seguro automóvel do veículo em questão. 

Com o seguro de viagem, que apoio está disponível antes, durante e depois da minha viagem? 

Para lhe facilitar a vida e garantir que a sua viagem decorre sem problemas – mesmo que haja imprevistos pelo caminho –, a maioria das seguradoras oferece apoio telefónico e/ou online para resolver quaisquer questões ou dúvidas antes ou durante a viagem. Antes de partir, tome nota dos contactos disponíveis para emergências, bem como do número da sua apólice, para que possa ser rapidamente auxiliado enquanto está fora. Se necessitar de qualquer tratamento médico ou dentário durante a viagem, a sua seguradora poderá pô-lo em contacto com profissionais de saúde locais que serão capazes de o ajudar.

O Cartão Europeu de Seguro de Doença não é uma alternativa ao seguro de viagem, já que não cobre cuidados de saúde privados, voos de regresso a casa, ou a perda ou roubo de bagagem ou pertences pessoais.


O que acontece se a minha viagem for cancelada ou se por qualquer mudança nas circunstâncias eu já não puder viajar?  

Ao escolher um seguro de viagem que inclua cobertura de cancelamento, poderá ser reembolsado pelo custo total da sua viagem caso tenha de cancelar reservas, incluindo de voos, alojamento, cruzeiros, excursões e/ou bilhetes para eventos. Entre os motivos para indemnização por cancelamento estão: morte de familiar direto, internamento, desemprego, entre outros.

Se lhe tiver sido dada a opção de remarcar a viagem em vez de a cancelar devido a um motivo coberto, então o seguro poderá cobrir taxas de alteração cobradas pelo fornecedor de viagens – como companhias aéreas, companhias de cruzeiro ou operadores turísticos. 

O seguro de viagem cobre doença ou perturbações devido à Covid-19? 

O Seguro Viagem da Tranquilidade contempla uma cobertura que protege a pessoa segura na eventualidade de contrair Covid-19. Nesta cobertura para seguros temporários, destacamos as despesas médicas e o cancelamento e interrupção de viagem. 


Depois de acionar o seguro, quanto tempo demora até receber a indemnização?  
O seguro pode ser acionado por diversos motivos – se for por assistência médica, o pedido será encaminhado logo após o contacto. Se os motivos estiverem relacionados com cancelamento, roubo de bagagem, morte, invalidez permanente, danos por responsabilidade civil, o tempo dependerá da análise de toda a documentação.  

Parta à descoberta do país e do mundo com o Seguro Viagem da Tranquilidade. As diversas coberturas que pode adquirir são a garantia de poder desfrutar, como bem merece, das suas tão esperadas férias. 

Seguro de Viagem Tranquilidade

A partir da 3ª pessoa segura, beneficia de 10% de desconto sobre o preço do seguro.

seguro-viagem
SAIBA MAIS SOBRE
PARTILHAR
saiba quanto paga o seu carro de iuc

SEGURO AUTO

Segure o seu carro com tranquilidade

Saber mais
vidatranquila horizontal

IUC: SAIBA QUANTO PAGA O SEU CARRO E COMO TRATAR DO PAGAMENTO

Saber mais
saiba quanto paga o seu carro de iuc e como tratar do pagamento