PARTILHAR
SAIBA MAIS SOBRE

O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

Dicas para praticar uma condução segura para si, peões e ciclistas

 

O automóvel continua a ser o meio de transporte mais confortável para circular. No entanto, existem cada vez mais pessoas a deslocarem-se a pé ou de bicicleta, pelo que os automobilistas devem passar a ter cuidados redobrados, de modo a garantir não só a sua segurança, mas também a dos ciclistas e peões.

Se se desloca habitualmente de carro, deixamos-lhe aqui 14 dicas sobre os cuidados a ter, para sua segurança e para a de quem circula sem a proteção do habitáculo de um automóvel.

 

1. Não se esqueça de usar os piscas

Embora o Código da Estrada obrigue à utilização do pisca quando mudamos de direção, às vezes parece não haver ninguém à nossa volta, pelo que achamos que não é necessário usá-lo. No entanto, lembre-se de que os ângulos mortos podem esconder um peão ou um ciclista. Assim, mais vale prevenir do que remediar e ligar sempre o pisca para assinalar uma mudança de direção. Crie este hábito e evite imprevistos.

 

2. Tenha atenção aos cruzamentos

É nos cruzamentos que acontece a maior parte dos acidentes com ciclistas, porque os condutores estão mais atentos aos veículos maiores. É fundamental ter o cuidado de olhar para todas as direções e certificar-se de que não há ciclistas nem pedestres (como pessoas a correr, por exemplo) por perto.

 

3. Quando ultrapassar ciclistas e atletas, seja paciente e dê-lhes espaço

Quando estamos a correr ou a andar de bicicleta e somos ultrapassados por um carro, podemos assustar-nos, principalmente se o veículo passar muito perto de nós. Isto representa um perigo, porque o susto pode, por exemplo, provocar uma queda. Enquanto condutor, deve manter-se a uma distância de 1,5 metros dos peões ou dos ciclistas. Se não conseguir garantir esta distância de segurança, espere até que seja seguro realizar a ultrapassagem.

 

4. Tenha cuidado antes de abrir as portas

Para o condutor, abrir a porta do carro para sair dele é algo simples e quase inconsciente, mas para um ciclista ou peão que não esteja atento a esta possibilidade, este gesto pode criar uma situação de grande perigo. Contribua para a segurança de todos e seja sempre cuidadoso antes de abrir a porta do seu carro, olhando para trás e pelo retrovisor.

 

5. Procure e compreenda os sinais dos ciclistas

Além da sinalização gestual utilizada pelos ciclistas, também devemos conhecer e aperceber-nos de outros sinais que podem mostrar-nos a intenção do ciclista. Por vezes, os ciclistas podem esquecer-se de utilizar os gestos adequados e convém que estejamos sempre atentos.

 

6. Elimine as distrações

Viajar com passageiros que requerem a nossa atenção, com crianças ou usar telemóvel são algumas das distrações que podem desviar-nos o olhar da estrada e provocar um acidente. A maior distração é, sem dúvida, o telemóvel. Deve evitar ao máximo usá-lo enquanto conduz, mesmo que disponha de um kit de mãos livres, pois, por exemplo, a receção de uma mensagem de texto pode distraí-lo da condução.

Além disso, poderá estar sujeito a multas que podem variar entre 250 € e 1250 €, pode perder pontos na carta de condução ou até mesmo a própria carta.

 

7. Apite apenas em caso de emergência

Uma vez mais, para o condutor, a utilização da buzina do carro é um gesto espontâneo. No entanto, este som, quando repentino e inesperado, pode sobressaltar peões e ciclistas. Use a buzina do seu carro apenas em caso de necessidade extrema.

 

8. Use os espelhos e veja os ângulos mortos

Habitue-se a olhar regularmente para os retrovisores central e laterais, e não apenas para verificar a presença de outros carros. Os espelhos são extremamente úteis para verificar se há peões ou ciclistas na estrada. Lembre-se também dos ângulos mortos.

 

9. Use as luzes, mas com cuidado

Quando conduzimos de noite, usamos os faróis para fazer sinais a outros carros. Porque não fazer o mesmo aos peões ou ciclistas? No entanto, se estes circularem em sentido contrário, devemos ter cuidado, pois, no caso dos ciclistas, as luzes podem encandeá-los, levando a possíveis desequilíbrios e quedas.

 

10. Peões nas passadeiras

Quando os peões usam as passadeiras para atravessar ruas ou estradas, sabem que têm prioridade, pelo que tendem a não olhar para os dois lados antes de passar. Tenha isto em atenção sempre que se aproximar de uma passadeira.

 

11. Conduza com cuidado nas zonas de estacionamento e paragens de autocarro

Atrás de um carro estacionado ou autocarro parado podem estar peões. Para evitar acidentes, passe a alguma distância pelos carros estacionados e não ultrapasse autocarros parados.

 

12. Faça marcha-atrás com cuidado

Quando fazemos marcha-atrás, é mais difícil ver peões e ciclistas. Use os retrovisores e, se necessário, vire-se para analisar todos os ângulos. Faça sempre esta manobra devagar, para garantir a segurança de todos.

 

13. Não se distraia nas estradas que já conhece

Ao longo da nossa vida, ficamos a conhecer certos trajetos como a palma da nossa mão. Esta sensação de segurança pode ser contraproducente. Deixamos de prestar tanta atenção ao que nos rodeia e podemos ser surpreendidos por peões ou ciclistas. Mantenha-se sempre atento, mesmo em percursos que conhece bem.

 

14. Saiba quais são as regras dos peões e ciclistas

Além de cumprir o Código da Estrada, informe-se também sobre os os direitos e deveres dos peões e dos ciclistas. Tendo em conta que todos partilhamos o mesmo espaço, convém estarmos em sintonia.

Mesmo seguindo estas dicas, os acidentes podem acontecer. Além de ser obrigatório por lei para quem tem carro, ter um bom seguro automóvel como o da Tranquilidade é uma proteção extra para os automobilistas, mas igualmente para todos os que circulam na via pública.

SAIBA MAIS SOBRE
PARTILHAR

SEGURO AUTO

Segure o seu carro com tranquilidade

Saber mais
vidatranquila horizontal

CARTA POR PONTOS: COMO SE PERDEM E GANHAM PONTOS?

Saber mais