PARTILHAR
SAIBA MAIS SOBRE

O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

7 formas de poupar dinheiro nas despesas com o seu animal de companhia

O animal de companhia é um elemento comum a muitas famílias, em Portugal. Atualmente, existem cerca de 3 640 000 animais de estimação registados no SIAC (Sistema de Informação de Animais de Companhia). 

A grande maioria são cães: cerca de cinco vezes mais do que gatos. E embora também estejam registados furões, estes representam uma percentagem muito menor. 

É sabido que ter um animal de estimação traz diversas vantagens emocionais e físicas, mas que também não é algo isento de custos. Aliás, uma das condições essenciais que deve ponderar, antes de decidir ter um cão ou um gato, é precisamente garantir que pode arcar com o compromisso financeiro que tal implica. 

Que, na verdade, não é de desprezar... Segundo um estudo apresentado pela DECO, o custo médio de ter e manter um cão anda pelos 1 021€ anuais. No caso de um gato, o valor ronda os 892€. 

Seguro Cães e Gatos

- Plano completo de vacinação gratuita;
- Tratamento em ambulatório, internamento e cirurgia;
- Não exclui qualquer doença em função da idade do animal;
- Acesso a rede de bem-estar (lojas pet care, hotéis, pet sitting).

Cão castanho a brincar com gato cinzento.

Dicas para reduzir os gastos com os animais de companhia 


Como em tudo na vida, há sempre formas de economizar um pouco mais. Por vezes são até bastante óbvias mas, por qualquer razão, passam-nos despercebidas. 

Aqui reunimos sete dicas que o vão ajudar a reduzir as despesas com o seu cão ou gato. 

1. Em vez de comprar um animal de companhia, adote. 

Se quer ter um cão ou um gato, é porque gosta de animais e da sua companhia. Assim sendo, em vez de comprar, porque não adotar? 

Infelizmente, o abandono animal em Portugal está a aumentar. Em 2021, verificou-se um crescimento de 28%, relativamente ao ano anterior e, em 2022, os números registados ultrapassaram os de 2021. Tenha em conta que, ao adotar, está também a salvar uma vida. 

Além de fazer algo de bom e útil, tem uma terceira vantagem: estará a economizar. Se for buscar o seu cão ou gato aos centros de recolha municipais ou às associações de animais, o custo do animal será nulo, pelo que poderá ter de desembolsar apenas o valor das vacinas obrigatórias, introdução do chip de identificação e desparasitação. Sendo que tudo vai sair mais em conta do que num veterinário. 

Há diversas associações em Portugal que se dedicam a encontrar um lar para animais abandonados, como a Petify, a SOS Animal ou a Sociedade Protectora dos Animais. As câmaras municipais gerem centros de acolhimento de animais, onde também é possível adotar. 

Em alternativa, pode procurar saber se algum amigo ou conhecido tem um cão ou gato para doar. O passa-palavra costuma funcionar bem nestes casos. 

2. Trate da alimentação do seu animal de estimação. 

De todas as despesas regulares com os animais, a mais cara pode ser a alimentação. De acordo com o jornal online Dinheiro Vivo, de 2021 para 2022 o custo médio das rações de animais aumentou 25% para os gatos e 30% para os cães. Contudo, há formas de poupar dinheiro nesta despesa, nomeadamente:  

  • Comprando a granel: É mais barato, evita o desperdício e permite-lhe experimentar novos produtos sem recear perder muito dinheiro, caso o seu animal não goste deles. A venda a granel (também) de produtos alimentares para os animais de estimação está a aumentar. Se fizer uma pesquisa online, poderá encontrar várias ofertas. Ou pode contactar as marcas e perguntar se vendem a granel.   
  • Aproveitando as promoções: As promoções de rações alimentares para gatos e cães são frequentes nos hipermercados. Porém, é nos sites oficiais das marcas que poderá encontrar os melhores descontos. De tempos a tempos, faça uma pesquisa online com o título “promoção de ração para cães, pt” (ou “para gatos, pt”) e verá que não faltam ofertas.   
  • Confecionando as refeições: Desta forma, poderá controlar os ingredientes que utiliza, cozinhar refeições saudáveis, ou fazer os snacks do seu cão ou gato

 

3. Trate pessoalmente da higiene do seu animal de estimação. 

Normalmente, os gatos não precisam de tomar banho, mas com os cães o caso muda de figura. De qualquer forma, pode tratar disso em casa. 

Além do mais, há cuidados de higiene que deve assumir e que prolongam a saúde do seu animal. Referimo-nos, por exemplo, aos utensílios onde comem e bebem, aos brinquedos, mantas e cobertores, etc. Se quiser saber mais, leia o nosso artigo sobre como evitar o cheiro a cão em casa, que tem muitos outros conselhos sobre a higiene animal. 

4. Faça os brinquedos do seu animal. 

Não faltam brinquedos e acessórios para os cães e gatos no mercado. E de boa qualidade! Mas porquê gastar esse dinheiro, quando os pode fazer?  

Faça disso uma atividade para a família e passe uma tarde com os seus filhos, sobrinhos, ou até amigos, num trabalho de equipa centrado no animal de companhia da casa. 

Eis algumas ideias: um arranhador de unhas para gatos e brinquedos para cães

5. Poupar dinheiro nos pet walkers

Não tem tempo para passear o seu cão e, por isso, tem de recorrer a um pet walker? Por vezes, a solução está em organizar melhor o seu dia. Mude o horário de passear o cão para o adaptar à sua agenda. 

Além de o passeio diário fortalecer os laços com o animal, faz bem à sua saúde e, claro, poupa dinheiro. 

Outra solução é propor a um amigo, que também tenha um cão, passearem juntos. Deste modo, um puxa pelo outro. Em alternativa, procure juntar vários amigos e criem um "mapa de horários" conveniente para todos, de modo a que cada um passeie, à vez, os cães uns dos outros. 

6. Eduque e treine você o seu cão ou gato. 

Com perseverança e paciência, poderá treinar e educar o seu cão e, assim, poupar muito dinheiro. A pensar nisso, preparamos um artigo com 8 dicas para treinar e educar o seu cão filhote

Não se fala muito disso, mas também é possível educar e treinar um gato. Os requisitos obrigatórios são iguais aos de treinar um cão: paciência e perseverança. 

E dada a natureza independente dos felinos domésticos, é bom que seja o próprio dono a treiná-lo. É algo que estreita ainda mais os laços com o animal. 

7. Faça um seguro para o seu animal de companhia. 


Segundo um estudo apresentado pela DECO, o custo médio de ter e manter um cão anda pelos 1 021€ anuais. No caso de um gato, o valor ronda os 892€.


Este é talvez o cuidado mais importante porque garante, aos seus animais, os cuidados de saúde e de bem-estar que eles precisam, protegendo também quem está à sua volta, dos danos que eles possam causar.  

Além do mais, ao aderir ao Seguro Cães e Gatos da Tranquilidade tem acesso a descontos na Rede de Bem-estar da AnimaDomus. Através dela pode, por exemplo, ir cortar as unhas do animal ou dar-lhe banho, mesmo que, habitualmente, prefira fazê-lo em casa.  

SAIBA MAIS SOBRE
PARTILHAR
saiba quanto paga o seu carro de iuc

SEGURO AUTO

Segure o seu carro com tranquilidade

Saber mais
vidatranquila horizontal

IUC: SAIBA QUANTO PAGA O SEU CARRO E COMO TRATAR DO PAGAMENTO

Saber mais
saiba quanto paga o seu carro de iuc e como tratar do pagamento