O blogue que faz da prevenção e da inspiração o seu dia a dia.

As 7 medidas que deve tomar para melhorar a prevenção de incêndio e de intrusão em sua casa

 

Quanto mais protegida estiver a sua casa com medidas de prevenção de incêndio e roubo, menor é a possibilidade de ocorrer uma fatalidade no seu lar. Sabia que o nível de risco a que está exposto ficará patente no prémio a pagar por um Seguro Casa? Na verdade, esta apólice resulta da conjugação dos fatores de risco a que está sujeito.

 

Se fizer obras em casa, aproveite para se proteger contra os perigos que a água, o gás, a eletricidade e a intrusão podem causar. É a melhor forma de reduzir este risco.
Conheça as medidas que, além de lhe permitirem poupar no seguro Casa, vão aumentar a proteção da sua família e do seu património.

 

Proteja-se contra roubos
Sabia que, em 2016, houve dois assaltos a casas por hora em Portugal? Não vale a pena ignorar esta realidade. A melhor solução é enfrentá-la.

 

1 - Instale um alarme e câmaras de vigilância
Um sistema de alarme reduz o risco de assalto. Por um lado, serve de dissuasor a quem queira introduzir-se em sua casa. Por outro lado, no caso de um intruso conseguir entrar no seu lar, o sinal de socorro vai alertar as autoridades a tempo de impedirem o assalto ou de garantir que os danos provocados serão menores.

 

2 - Opte por uma porta blindada
Uma porta blindada exige um investimento razoável, mas que compensará a longo prazo. Sobretudo se tivermos em conta que reduz significativamente as hipóteses de arrombamento de uma casa.

 

Aposte na prevenção de incêndio
Um curto-circuito no sistema de eletricidade, uma frigideira com óleo a ferver ou um radiador defeituoso podem ser os gatilhos para um incêndio. Se não conseguir impedir as causas, é possível minimizar os seus efeitos.

 

3 - Tenha um extintor sempre à mão
Ter um extintor é um dos meios mais eficazes de prevenção de incêndio. De tal forma que, se tiver um estabelecimento comercial aberto ao público, está legalmente obrigado a possuir um equipamento deste tipo.
O extintor de sua casa deve ser adequado para fogos originados pelo sobreaquecimento de óleo de cozinha. Tenha atenção ao local onde o guarda. Assim deve:
- Ter fácil acesso;
- Ser visível para todos;
- Ser guardado onde haja menos probabilidade de o fogo bloquear o seu acesso.
Um extintor é um instrumento simples de manusear, mas se tiver alguma dúvida, o funcionário da loja onde o comprar poderá demonstrar o seu modo de funcionamento. Se preferir, peça ajuda à corporação de bombeiros da sua área de residência.

 

4 - Instale detetores de fumo
Este equipamento é a sua vanguarda na guerra contra um incêndio. Nunca os desligue, mesmo quando não estiver em casa. A maior parte dos detetores de fumo funciona a pilhas. Assim, deve testá-los com regularidade e trocar as baterias sempre que necessário.

 

5 - Placa ou tabique?
Se a estrutura de um prédio for em betão armado, em vez de tabique, a propagação de um incêndio entre andares é muito mais difícil. Ao escolher uma casa para comprar ou arrendar tenha esta diferença em consideração. Pode impedir que um fogo, com início num apartamento vizinho, atinja o seu. Ou, então, que um incêndio com início em sua casa provoque danos aos seus vizinhos. Como um Seguro Casa inclui cobertura de responsabilidade pelos danos causados a terceiros, as seguradoras preferem prédios com placa.

 

Com o gás não se brinca
O conforto da água quente para o banho ou de um ambiente ameno, mesmo durante o inverno, traz qualidade de vida para a sua família. Mas que isso não seja uma fonte de outros problemas. Um adequado sistema de gás é essencial para uma eficaz prevenção de incêndio.

 

6 - Reformule a instalação de gás
Nunca faça as reparações ou instale tubagens ou ligações ao sistema de gás de sua casa. Só os técnicos certificados o devem fazer. Os tubos e as braçadeiras devem ser substituídos ao menor sinal de desgaste.
Se o esquentador estiver instalado na casa de banho, retire-o de lá o mais depressa possível.

 

A eletricidade não se vê, mas pode ser um perigo
Em 2016, o consumo doméstico de eletricidade foi quase o dobro dos valores de 1994. Será que a sua instalação elétrica está preparada para estes aumentos constantes do consumo?

 

7 - Previna-se contra curto-circuitos
As instalações elétricas antigas e desadequadas aumentam o risco de curto-circuito e a sua reforma é um instrumento privilegiado de prevenção de incêndio.
Não se esqueça que os aparelhos elétricos devem estar sempre diretamente ligados às tomadas, evitando o recurso a extensões.

A informação desta página foi útil?